quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ser madrinha





Foi pensando na dedicação e no carinho da Carla, Carlota para a Daniella e, provavelmente, Dindinha para a Marianna, que resolvi postar um texto sobre essa difícil e responsável missão de ser madrinha.

Procurei inspirar-me nas pessoas que desempenharam esse papel em minha vida e as recordações não foram nada animadoras. Pensei nas madrinhas de meus filhos e a decepção foi ainda maior. Todas elas estiveram distantes do convívio meu e de minhas crianças. Escolhi-as mal, talvez...


Carlota, não! Por não poder contar com a minha ajuda quando muito precisa por eu morar tão longe, em noites em que necessita jantar fora, visitar amigos, ir a algum baile ou festa, minha filha pode contar com essa comadre e amiga inigualável, que abandona tudo, adia compromissos de lazer ou de trabalho e, feliz da vida, apresenta-se para cuidar da Marianna. As duas passam as noites em deliciosas brincadeiras até que a menina cansa e a incansável madrinha a nana até adormecer, imagino, cantando lindas e suaves cantigas de ninar. Se não as sabe de cor, cria letras que embalam a garotinha, contribuindo para que tenha lindos sonhos e se veja num mundo encantado onde a fada madrinha tem um nome: Carla.

Foi a partir dessa relação amiga-comadre que me dei conta de que as melhores madrinhas para os nossos filhos são jovens solteiras ou casadas sem filhos, porque, depois que nascem os próprios, sobra muito pouco tempo para dedicá-lo aos filhos dos outros. Sábia foi a minha menina. Além de escolher uma pessoa doce e admirável para batizar a menina dela, escolheu-a entre as mais amadas amigas e..., para sorte de minha neta, solteira.

Quem sabe, um dia, a Marianna também ajudará a cuidar das crianças da Dinda como a Daniella já o fez. Bem menininha, batizou o Lucas, filho de uma vizinha nossa, a Nena. Cuidava do afilhado, quase do tamanho dela, com a maior zelo, atenção e carinho. O garoto retribuía com um amor sem medidas. Creio que é por essa sua capacidade de dar amor sem medir esforços que a vida está retribuindo, com muito lucro, tudo o que de lindo e de bom alimentou em sua jovem existência.


Por não ter um modelo ideal para descrever esse sentimento e , tentando buscar motivações interiores, constatei que também eu me revelei uma madrinha indiferente. Coitados de meus afilhados e afilhadas! Não desempenhei o meu papel com eficiência junto a eles. Um dia vou lhes pedir perdão! Por essas lacunas em minha vida como afilhada e comadre, corri, mais uma vez, pelas páginas da web e encontrei um texto simples, mas emotivo de uma autêntica e feliz madrinha. Ei-lo em homenagem à Carlota, a encantadora e amorosa madrinha de minha neta mais amada.

Pelo que conheço da Carlota, vai gostar do texto abaixo, escrito por uma jovem codinominada Biabinha. Fiz algumas correções e pequenas adaptações para que os escritos não comprometessem a mensagem. A autora entenderá...

"EU simplesmente AMO ser madrinha.
Seja de um filho de uma irmã, amiga, prima, tia... Seja de casamento, de crisma... Enfim! Adoro ser lembrada por aqueles que me escolheram para abençoar os seus momentos especiais que acabam sempre sendo compartilhados por mim junto a eles.

Ser chamada de madrinha, dindinha, dinha, madinha, madra... , enfim, é a melhor coisa de todo o mundo. Ser madrinha é uma bênção, um atestado de afetividade e confiança recebidos dos pais da criança... É um dos melhores acontecimentos do mundo... Ser madrinha é uma delícia! É fazer coisas que, em outra situação, jamais se faria. Principalmente, para que todos os que entendem o verdadeiro significado desse "posto", vou enumerar atividades que acredito serem fundamentais:

Cuidar da afilhada, não somente dando PRESENTES nas datas festivas, mas, sim, ESTANDO PRESENTE nos momentos mais importantes da vida dela. Ressalto que é difícil, às vezes, conseguir estar em todos os acontecimentos, mas mostrar sempre o AMOR e a preocupação com a afilhada faz parte do papel a ser desempenhado ... E ser madrinha, no meu ponto de vista, não é apenas BRINCAR e fazer todas as VONTADES da criança... É também saber educá-la, nem que para isso o coração fique muito pequenininho quando precisamos dar alguma bronca!

Na minha opinião, Madrinha deve ser escrita com letra maiúscula, como MAIÚSCULA deve ser a responsabilidade da missão. Deve procurar tornar-se imprescindível na vida da criança a quem foi convidada a batizar.. Deve fazer jus ao mérito de ser a pessoa a quem sua mãe ou pai escolheram no momento exato de seu nascimento, se ela a escolheram, tinham um propósito.

Quanto à criança, se ela, no decorrer dos anos, não corresponder às suas expectativas, a madrinha não deve ficar triste, mas zelar para reconquistá-la e para ela ser feliz... Um dia ela irá se arrepender de ter se afastado, e,principalmente, de ter deixado de curtir o melhor de sua infância: o doce e reconfortante convívio com uma amorosa madrinha.

Tenho trauma de madrinha AUSENTE... Por isso, sou tão PRESENTE na vida de meus afilhados, eu nunca vou deixá-los sofrer a desilusão que sofri um dia... Tenho feito tudo para que eles me amem cada vez mais para não dar forças ao destino que, muitas vezes, traiçoeiro, faz tudo para separar aqueles que se amam."


Fonte: "Biabinha's fotolog page"

5 comentários:

Dani disse...

Que linda postagem, uma homenagem a altura da dinda que escolhi com todo amor para ser a "segunda mamãe" da Marianna.
Não só dinda, mas amiga, companheira...que não tenho nem palavras para agradecer todas as coisas boas que ela me faz e agora faz por nossa filha!
Nunca,mas nunca vou me esquecer, quando a Marianna era bebezinha, tinha 3 meses, a dinda foi ficar 2h com a Marianna pois tinhamos compromisso...e eu dizia...ela já é bem arteira, não para nunca e quando bate a fome...ela vai chorar, mas chego antes para dar o conforto do mamá...quando subi as escadas do prédio, um silêncio...meu coração foi na boca...abri a porta, lá estava a Carlota bem sentada de pernas cruzadas...me olhou e disse: é só isso?
Eu apavorada com minha pequena bebê capetinha...a milhão...mas nos braços doces e calmos da dinda, ela encontrou a aconchego, brincou e dormiu com uma anjo!!
Nunca me esqueci e nunca vou me esquecer!
Isso é o AMOR, amor de amigas - irmãs, que vão passando para nossos filhos! Um dia se a Carlota tiver filhos...tomara que possa ser convidada para ser feliz por completa!
Amo-te Carlota por tudo que és na minha vida!
Amo-te minha mãe, por dedicação tão importante e tão bonita para minha amiga querida!
Mil beijocas!!

arlete disse...

Filha, puro coração e afetividade!
Olhando a doçura do olhar e a felicidade da Carla na foto que encima essa postagem é que me senti impelida a elaborar um bonito texto à altura dela. Tentei e, por não encontrar um jeito espontâneo de ser madrinha, é que decidi compilar o texto dessa pessoa amorosa autora do escrito que postei. Tudo o que eu escrevesse, não corresponderia ao que sinto sobre essa escolha tão bem feita que fizeste ao levar a Carla para batizar a Marianna.
Gol de placa feito por ti mais uma vez!
Amo-te muito também.
Beijos mil.

Carla disse...

Arlete, querida!!! Estou me recompondo (das lágrimas emotivas e felizes...) e procurando palavras para agradecer esse carinho todo.... Amor não se explica!!! Ele existe!! Simples assim. Eu apenas retribuo o que recebo de pessoas tão queridas e amadas!
Dani, és minha irmã de coração! É uma alegria sem fim poder acompanhar cada descoberta da nossa Marianna. É uma honra e um prazer ter essa responsabilidade de ajudar, de educar, de criar, de fazer parte. Podes ter certeza q eu recebo mais do q dou. Ser dinda é MARAVILHOSO!!!
Amo vcs estarem presentes na minha vida! Todas vcs!! Obrigada tamanho carinho!! Feliz de mais!!!! Beijo no coração!! :D

arlete disse...

Carla querida:
Tudo o que eu penso sobre o relacionamento que manténs com a Daniella e a Marianna já o fiz no texto inicial aí de cima. Resta-me ratificar que já fazes parte das pessoas que escolhi para ocupar um lugar especialíssimo em meu coração. E olha que sou assaz seletiva!
Um beijo muito afetuoso.

sammypikena disse...

Linda mensagem!!! Reflete exatamente o que sinto, o que acredito que uma madrinha deve ser... Vou "roubar" algumas de suas palavras para colocar em meu orkut, mas pode deixar que vou atribuir os méritos a você! Tudo de bom para vocês!!!

Postar um comentário